6 de mar de 2010

Brasa.

O peito em brasa
O corpo em chamas
Eu quero é mais
Eu quero luz
Meu jeito de paz
Inquieta
Eu quero o vento da janela
O som das rodas, a freada brusca
Eu quero a noite
Onde eu me solto, onde eu tô solta
Eu quero o som
A minha batida
O meu suor
Entorpecer
Eu quero o riso
A gargalhada
Eu quero as vozes
The Freak Show
Lights On
Não importa, eu sempre volto
Cada vez mais forte
Eu quero ver
Quero sentir
Quero o prazer
Eu quero o gosto, a mordida, o beijo
O sussurro e o grito
Quero o gemido
Palma com palma
Me quer? Então me solta
Não me segura
Sou bicho solto
Cão vadio
Quero o céu branco e gelado
O sol enfim rompendo
Caminho pra casa
E eu comigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário